Off

CURIOSIDADE: ABACAXI GOMO-DE-MEL.

by Gushiken on 27 de junho de 2011

Eu participei da equipe de pesquisa do ABACAXI GOMO-DE-MEL,  quando trabalhava na empresa Matsuda que é parceira do Instituto Agronômico:

(http://www.iac.sp.gov.br/Centros/Fruticultura/DESTAQUE/AbacaxiGomoMel.htm)

Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócios de Frutas


ABACAXI GOMO DE MEL

IAC: GOMO DE MEL

 

foto1.jpg (35571 bytes)

O Brasil é, atualmente, o maior produtor mundial de frutas (32 milhões de toneladas, produzidas em 2,2 milhões de hectares, com geração de 4 milhões de empregos diretos e indiretos). Entretanto, exporta pouco do que produz (receita de US$ 1,1 bilhão/ano, da qual 90% deve-se aos frutos cítricos).
A produção mundial de abacaxi está estimada em 12,8 milhões de toneladas (apenas 3% da produção mundial de todas as frutas).O Brasil é o 2º produtor mundial de abacaxi (1,62 milhão de toneladas, em 45.000 hectares plantados), somente suplantado pela Tailândia, com 1,98 milhão de toneladas. Os nossos principais compradores de suco concentrado e de fruto in natura são a Argentina, Uruguai, Países Baixos e Estados Unidos. No Brasil, os principais Estados produtores são Minas Gerais (523.800 t), Paraíba (333.100 t) e Pará (177.900 t); o Estado de São Paulo ocupa, apenas, o 8º lugar (42.600 t).O Estado de São Paulo, entretanto, é o maior consumidor de abacaxi de mesa e o maior produtor de suco concentrado para exportação, apesar de produzir apenas 5% do abacaxi que utiliza. A produção paulista do fruto está concentrada nas Regiões Oeste/Noroeste – São José do Rio Preto e Araçatuba (50%) e Central – Bauru e Marília (48%).A qualidade de polpa é altamente cotada, tanto no mercado internacional como no interno, podendo proporcionar até 60% de aumento de preço do produto.Como fatores desejáveis citam-se: elevado oBrix (doçura), de baixa a moderada acidez, consistência tenra, suculência e coloração atraente (amarelo-ouro). O novo cultivar IAC Gomo-de-mel reúne todo o conjunto dos caracteres acima citados, ao contrário dos cultivares atualmente disponíveis para o consumo in natura (‘Pérola’e ‘Smooth Cayenne’).

Existem amplas possibilidades de expansão da abacaxicultura no Estado de São Paulo, tanto para o consumo in natura como para o processamento industrial, desde que novos cultivares, com caracteres desejáveis de planta e fruto, sejam colocados à disposição dos produtores.


Origem

IAC-Gomo-de-mel

Introduzido da China em 1991, juntamente com outros tipos de material genético, o novo cultivar de abacaxi (IAC Gomo-de-mel ou abacaxi-de-gomo), provavelmente resultante de cruzamento natural, foi incorporado, no mesmo ano, ao banco de germoplasma de abacaxizeiros do Instituto Agronômico, em Campinas.

Desde então, vem sendo avaliado quanto a caracteres de planta e fruto, em comparação com cultivares comerciais, outras introduções e novos híbridos do programa de melhoramento genético do IAC.

O nome deve-se ao fato de os frutilhos “olhos”serem soldados menos fortemente entre si , ao contrário do que ocorre em outros cultivares e introduções, podendo ser facilmente destacáveis, no fruto maduro. Essa singularidade era desconhecida no momento de sua introdução.


Características morfoagronômicas

Apresenta plantas altas (80 cm), com número elevado de folhas (40), compridas, largas e espinhosas em toda a extensão do bordo da lâmina foliar, e de coloração verde-escura. O ciclo total, do plantio à maturação de frutos, é de 19,5 meses (Quadro 1).

Quadro 1. Características de planta, em comparação com as dos cultivares comerciais ‘Smooth Cayenne'(‘Hawai’ou ‘Bauru’) e ‘Pérola’.

Cultivar

Altura Média da planta (cm)

Número de Folhas

Espinhosidade

Coloração da Folha

Ciclo Total

IAC-Gomo-de-mel

80

40

Total

verde-escura

19,5

Smooth Cayenne

90

40

Parcial

verde-arroxeada

20,0

Pérola

70

30

Total

verde-arroxeada

19,0


Características externas do fruto

Os frutos são pequenos, de formato quase cilíndrico, com casca de espessura média, de coloração amarelo-ouro (no fruto maduro). Os frutilhos “olhos”são grandes e salientes, o que, provavelmente, pode conferir maior resistência ao transporte. O peso médio de frutos com “coroa”é de 1.044 g, sendo a “coroa”curta (11 cm) e leve (77g). Apresenta, ainda, razoável número de “filhotes”/planta média de 7,8 (Quadro 2).

Quadro 2. Características externas de fruto, em comparação com as dos cultivares comerciais ‘Smooth Cayenne’ (‘Hawaí’ ou ‘Bauru’) e ‘Pérola

Cultivar

Comprimento do Fruto

Diâmetro médio do Fruto

Espessura da Casca

Frutilho (olho)

Base

Meio

Ápice

Tamanho

Formato

cm

cm

IAC-Gomo-de-mel

12,9

10,4

11,8

8,8

média

grande

saliente

Smooth Cayenne

15,7

10,3

12,0

9,0

média

médio

achatado

Pérola

16,1

7,9

9,6

7,0

fina

médio

achatado

Cultivar

Peso médio do fruto com “coroa”

Coroa

Nro Médio de filhotes/plantas

Peso médio

Comprimento médio

g

g

cm

IAC-Gomo-de-mel

1044

77,0

11,0

7,8

Smooth Cayenne

1660

220,0

16,7

3,8

Pérola

1212

121,0

20,4

10,4


Características da polpa

Revela polpa de coloração amarelo-ouro, suculenta, de ótimo sabor, textura macia e com cilindro central de tamanho médio (2,9 cm).
A porcentagem de sólidos solúveis (o Brix) é muito elevada e praticamente semelhante na base, meio e ápice do fruto. Apresenta baixa acidez titulável e teor de vitamina C semelhante ao do ‘Smooth Cayenne’e menor do que o do ‘Pérola'(Quadro 3).

Quadro 3. Características da polpa do fruto, em comparação com as dos cultivares comerciais Smooth Cayenne (Hawaí ou Bauru) e Pérola

Cultivar

Coloração

Suculência

Sabor

Textura

Diâmetro do Cilindro Central

kgf

cm

IAC-Gomo-de-mel

Amarelo-ouro

Suculenta

Ótimo

0,8

2,9

Smooth Cayenne

Amarelo

Suculenta

Bom

2,2

2,8

Pérola

Branco-pérola

Muito suculenta

Muito bom

2,4

2,1

Cultivar

Porcentagem de Sólidos Solúveis

Acidez Titulez

Teor de Vitamina C

Base

Meio

Ápice

Média

Base

Ápice

IAC-Gomo-de-mel

21,5

21,7

19,6

20,9

0,51

0,63

20,5

Smooth Cayenne

16,6

14,0

10,0

13,5

0,74

0,79

20,0

Pérola

13,4

11,8

10,4

11,9

0,57

0,67

26,6

Resistência/tolerância a pragas e doenças

Também é suscetível à fusariose, como os cultivares em distribuição comercial, mas apresenta moderada resistência a nematóides (Quadro 4).
Apresenta, também, boa “vida-de-prateleira” quando maduro (até 12 dias, em condições ambientes), maior do que as dos cultivares tradicionais, talvez em virtude de sua provável maior resistência ao transporte.

Quadro 4. Resistência/tolerância a pragas e doenças, em comparação com os cultivares comerciais Smooth Cayenne (Havai ou Bauru) e Pérola

Cultivar

Fusariose

Nematóide

Cochonilha

IAC-Gomo-de-mel

Suscetível

Moderadamente resistente

Não determinada

Smooth Cayenne

Suscetível

Suscetível

Suscetível

Pérola

Muito suscetível

Muito suscetível

Suscetível


Considerações finais

Em resumo, o novo material genético é especialmente recomendado para mesa (consumo individual) e as técnicas de plantio, manutenção e colheita de frutos idênticas às utilizadas para os demais cultivares disponíveis.


Agradecimentos

Ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e à Empresa Matsuda de Sementes, Álvares Machado (SP), pelo financiamento parcial da pesquisa realizada.


Equipe de Pesquisa

 

José Alfredo Usberti Filho
Centro de Graníferas (IAC)

Antonio Lúcio Melo Martins
Estação Experimental de Agronomia de Pindorama (IAC)

Walter José Siqueira
Centro de Genética, Biologia Molecular e Fitoquímica (IAC)

Nelson Bortoletto
Núcleo Experimental da Região Noroeste (IAC)

Ademar Spironello
Centro de Fruticultura (IAC) (aposentado)

Alberto Takashi Tsuhako
Empresa Matsuda de Sementes – Alvares Machado (SP)

Maria Aparecida de Souza Tanaka
Centro de Fitossanidade (IAC)

Adinilson Gushiken
Empresa Matsuda de Sementes – Alvares Machado (SP)

José Maria M. Sigrist Fruthotec (ITAL)

INSTITUTO AGRONÔMICO

Caixa Postal 28
13001-970 Campinas (SP)
Fone: (19) 3231-5422 (PABX)
Fax: (19) 3231-4943

Comments are closed.

Seo Packages