FEIJÃO-DE-PORCO – Canavalia ensiformis

by Gushiken on 20 de junho de 2011

Fertilidade do solo: Baixa, média e alta

Forma de crescimento: Ereto e determinado
Altura: 0,6 a 1,2 m
Utilização: Adubação verde e controle de erosão
Profundidade de plantio: 4 cm
Precipitação pluviométrica: Acima de 700 mm anuais
Tolerância a seca: Boa
Tolerância ao frio: 
Média
Consorciação: Milho, café, citrus etc
Ciclo vegetativo: Anual, 170 a 200 dias
Produção de massa: 7 a 9 t/ha de MS

ORIGEM

Espécie de origem centro-americana, bastante cultivada em regiões quentes. É encontrada em estado silvestre nas Antilhas e nas zonas africanas e asiáticas.

CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS

Planta de crescimento ereto e de hábito determinado (0,6 a 1,2 m). Folhas alternadas, trifolioladas; folíolos grandes elíptico-ovais, de cor verde-escura brilhante, com nervuras bem salientes; inflorescências axilares em racemos grandes; flores grandes, corola de cor violácea ou roxa; vagem achatada, larga e comprida (25 cm ou mais), coriácea, bivalva com estrias longitudinais, contendo 4 a 18 sementes; sementes grandes, de forma arredondada-ovalada, de cor branca ou rosada; hilo oblonco de cor parda, rodeado de uma zona de cor castanha, com uma lingüeta de cor branca.

CARACTERÍSTICAS AGRONÔMICAS

É uma leguminosa muito rústica, anual ou bianual, de crescimento inicial lento, resistente a altas temperaturas e à seca. Tolera o sombreamento parcial. Planta de clima tropical e subtropical, não suportando geadas. Adapta-se a praticamente todos os tipos de solos (argilosos, arenosos), inclusive aqueles pobres em fósforo.

Recomenda-se efetuar o plantio a partir de setembro, estendendo-se até dezembro nas regiões onde ocorrem geadas a partir de abril/maio; em regiões isentas de geadas pode ser estendido até março. O plantio pode ser solteiro ou consorciado com milho, café, citrus e outras culturas.
O sistema de plantio empregado poderá ser a lanço, em linhas ou em covas. Quando em linhas, recomenda-se um espaçamento de 50 cm com 5 a 6 sementes por metro linear (150 a 180 kg/ha de sementes). Poderá ser plantado com matraca (2 sementes por cova, distanciadas 40 cm uma da outra). O peso de 1.000 sementes é de 1.517 gramas.
O feijão-de-porco tem sofrido, ainda que esporadicamente, ataque de vaquinha (Diabrotica speciosa), embora com boa capacidade regenerativa, Tem convivido, sem maiores problemas, com a presença de viroses. É hospedeiro da mosca-branca (Bemisia tabaci), transmissora do VMDF (vírus do mosaico dourado do feijoeiro) e de outras viroses do feijoeiro comum.
O manejo deve ser feito no florescimento/início da formação de vagens (100 a 120 dias) com rolo-faca, incorporação através de aração, roçadeira ou através de enxada ou gadanho.
Para produção de semente recomenda-se de 4 a 5 sementes por metro linear, com um espaçamento de 60 a 100 cm entre linhas. As vagens devem ser colhidas quando secas para posteriormente serem beneficiadas. É possível obter-se de 800 a 1.200 kg/ha de sementes e que podem ser armazenadas por um ano, sendo que pode ser usada consumida em ração e humano.
O ciclo completo da cultura é em torno de 180 a 200 dias.

VANTAGENS

Planta que cobre bem o solo, com efeito alelopático às invasoras, atuando eficientemente no controle da tiririca (Cyperus rotundus).

Uma das limitações é o avantajado tamanho das sementes, o que leva a um gasto elevado na implantação da cultura. Outra é seu lento estabelecimento inicial.

 

agrogushi@gmail.com

(67) 9.9950-3262  Vivo

One Response to “FEIJÃO-DE-PORCO – Canavalia ensiformis”

Seo Packages